A importância da Inteligência Positiva para o ambiente corporativo

Neste artigo, você vai explorar o que é inteligência positiva, como ela pode beneficiar as empresas, colaboradores e líderes, e como implementá-la de forma eficaz.
O conceito de Inteligência Positiva desvenda as armadilhas preparadas por nossas próprias mentes diante de processos decisórios importantes.

Se você é uma pessoa que sempre fica relutante em tomar alguma decisão importante no seu trabalho, apesar de saber que a é decisão correta, não se preocupe, pois você não está sozinho. Essa é uma situação cotidiana para milhares de pessoas, sejam líderes, CEOs, empresários. 

Contudo, uma ferramenta pode servir para responder essa inquietação: a Inteligência Positiva, que surge para impulsionar o desempenho individual e coletivo. 

Criado por Shirzad Chamine, o conceito de Inteligência Positiva desvenda as armadilhas preparadas por nossas próprias mentes diante de processos decisórios importantes, como, por exemplo, no processo de liderança corporativa, na tomada de uma decisão estratégica, entre outras situações. 

Neste artigo, você vai explorar o que é inteligência positiva, como ela pode beneficiar as empresas, colaboradores e líderes, e como implementá-la de forma eficaz.

O que é Inteligência Positiva?

A Inteligência Positiva, idealizada por Shirzad Chamine, é a capacidade de perceber, usar e direcionar os nossos pontos fortes e sabotadores mentais para alcançar resultados positivos e duradouros.

É a habilidade de manter uma mentalidade otimista, cultivar emoções positivas e encontrar soluções construtivas para os problemas. Em suma, trata-se de uma atitude mental que promove o bem-estar e o sucesso.

Ela se baseia em três pilares:

Sabotadores Mentais: São pensamentos e comportamentos negativos que nos impedem de alcançar nosso potencial. São divididos em nove sabotadores, como o crítico, o juiz, o ansioso e o vitimista.

Sabotadores de Caráter: São características que se formam a partir dos sabotadores mentais e podem se tornar vícios de comportamento, como procrastinação, perfeccionismo e complacência.

Virtudes: São os antônimos dos sabotadores mentais e representam os pontos fortes que nos impulsionam para o sucesso. São divididas em seis virtudes, como o explorador, o otimista, o resiliente e o líder.

O Fator QP (Quociente de Inteligência Positiva)

O fator QP é uma medida utilizada para avaliar o quanto uma pessoa utiliza seu potencial mental de forma positiva. 

O QP mede a porcentagem de tempo em que a mente de um indivíduo age a seu favor, ao invés de sabotá-lo. Em outras palavras, quanto maior o QP, maior é a capacidade da pessoa de enfrentar desafios, superar obstáculos e alcançar seus objetivos com uma atitude positiva. Isso inclui lidar com situações adversas de forma construtiva, manter-se motivado diante de desafios e ter resiliência para superar dificuldades.

Para calcular o QP, são considerados diversos fatores, como a capacidade de autocontrole emocional, a habilidade de lidar com o estresse e a ansiedade, a resiliência diante de fracassos e adversidades, entre outros aspectos relacionados ao bem-estar psicológico e emocional.

Os sabotadores da Inteligência Positiva

Os sabotadores são padrões mentais automáticos que operam em segundo plano, influenciando suas decisões, emoções e comportamentos de maneira prejudicial. No livro Inteligência Positiva, Shirzad Chamine elenca 10 sabotadores. Vamos conhecê-los?

Infográfico mostrando os sabotadores da Inteligência Positiva são padrões mentais automáticos que operam em segundo plano.
Segundo Shirzad Chamine existem 10 sabotadores da Inteligência Positiva.

Benefícios da Inteligência Positiva no ambiente corporativo

Para empresas

As empresas que investem no desenvolvimento da Inteligência Positiva colhem diversos benefícios. Em primeiro lugar, colaboradores mais felizes e engajados tendem a ser mais produtivos e criativos. 

Além disso, uma cultura organizacional positiva ajuda a atrair e reter talentos, reduzindo o turnover e os custos associados à rotatividade de pessoal. Por fim, uma equipe com alta inteligência positiva está mais preparada para enfrentar desafios e superar obstáculos, o que contribui para o crescimento e a sustentabilidade do negócio.

Para colaboradores

Para os colaboradores, desenvolver inteligência positiva pode melhorar significativamente a qualidade de vida no trabalho, pois ao adotar uma mentalidade positiva, são capazes de lidar melhor com o estresse, aumentar a resiliência e melhorar o bem-estar emocional. 

Além disso, uma atitude positiva pode promover relacionamentos mais saudáveis com colegas e líderes, criando um ambiente de trabalho mais colaborativo e solidário.

Como desenvolver e implementar a Inteligência Positiva no ambiente corporativo

Para implementar a inteligência positiva no ambiente corporativo, é importante começar pela liderança. Os líderes devem dar o exemplo, cultivando uma mentalidade otimista e incentivando o pensamento positivo em suas equipes.

Além disso, existem diversas ferramentas e programas disponíveis para o desenvolvimento da Inteligência Positiva, tanto para empresas quanto para colaboradores. Algumas das opções mais comuns incluem:

Treinamentos e workshops: fornecem a base teórica e prática para o desenvolvimento dos conceitos da Inteligência Positiva. Esses programas costumam abordar temas como a identificação dos sabotadores mentais, o fortalecimento das virtudes, o uso de ferramentas como o diário de gratidão e o balanço diário, e estratégias para lidar com situações desafiadoras de forma positiva.

Coaching: O coaching individual ou em grupo pode ser uma ferramenta valiosa para o desenvolvimento da Inteligência Positiva. Através de sessões personalizadas, o coach ajuda o indivíduo a se autoconhecer, identificar seus sabotadores e virtudes, e traçar um plano de ação para fortalecer sua mentalidade positiva.

Livros: Diversos livros abordam o tema da Inteligência Positiva, oferecendo conceitos, exercícios e práticas para o desenvolvimento individual. O livro “Inteligência Positiva”, de Shirzad Chamine, é considerado uma referência na área.

Exercícios e práticas diárias: Podem contribuir para o desenvolvimento da Inteligência Positiva. Alguns exemplos incluem diário de gratidão, balanço diário, mindfulness, visualização positiva.

Cultura organizacional positiva: Criar um ambiente de trabalho positivo é fundamental para o desenvolvimento da Inteligência Positiva entre os colaboradores. Isso envolve práticas como o reconhecimento do bom trabalho, o incentivo ao feedback construtivo, a promoção do trabalho em equipe e a valorização do bem-estar dos colaboradores.

Concluindo

A Inteligência Positiva é uma abordagem que pode transformar o ambiente corporativo, tornando-o mais positivo, produtivo e engajado. Empresas que optam por investir nesta abordagem entre colaboradores e líderes colhem diversos benefícios, que vão desde a melhora da performance individual e coletiva até a criação de uma cultura organizacional mais saudável e sustentável.

Contudo, o desenvolvimento da Inteligência Positiva é um processo contínuo que precisa ser estruturado na cultura da empresa. Além disso, são necessários treinamentos, coaching, e práticas que incentivem uma mentalidade positiva. Só assim, será possível maximizar o potencial dos colaboradores e alcançar resultados extraordinários para o ambiente corporativo.

Picture of Anderson Santos

Anderson Santos

Bacharel em Comunicação Social - Jornalismo pela UFRN e pós-graduação em Marketing Estratégico pela Universidade Potiguar. Atuo nas áreas de comunicação, endomarketing, marketing digital, produção de conteúdo, copywriting e redação focada em SEO.

Todos os post

Assine nossa newsletter

Receba conteúdos gratuitos para potencializar a sua gestão de pessoas.

Baixe o nosso app

* Campos Obrigatórios

* Campos Obrigatórios