Turnover: Como calcular a rotatividade de colaboradores?

Neste artigo, vamos desvendar os mistérios do turnover, mostrando como calcular esse índice de forma precisa e, mais importante, como implementar estratégias eficazes para reduzir a rotatividade e manter seus talentos engajados e satisfeitos. 
O termo "turnover" tem origem no inglês e significa "rotatividade". No contexto empresarial, refere-se à movimentação de entrada e saída de colaboradores em uma organização durante um período específico.

Imagine a seguinte situação: uma empresa se dedica a construir uma equipe de alta performance, investe tempo e recursos em recrutamento, seleção e treinamento, e, quando tudo parece estar caminhando perfeitamente, os talentos começam a deixar a empresa. Essa é a realidade enfrentada por muitas organizações que lidam com o desafio do turnover.

A alta rotatividade de colaboradores é um sinal de alerta que pode impactar diretamente a produtividade, o clima organizacional e a lucratividade da empresa. Afinal, perder profissionais experientes significa perder conhecimento, investimento em treinamento e comprometer o ritmo de trabalho das equipes.

Por isso, é importante que o RH fique atento à taxa de turnover, buscando estratégias para mitigar a rotatividade e garantir o sucesso organizacional da empresa.

Mas não se preocupe! Neste artigo, vamos desvendar os mistérios do turnover, mostrando como calcular esse índice de forma precisa e, mais importante, como implementar estratégias eficazes para reduzir a rotatividade e manter seus talentos engajados e satisfeitos. 

Prepare-se para transformar o turnover em um problema do passado!

O que é o turnover?

O termo “turnover” tem origem no inglês e significa “rotatividade”. No contexto empresarial, refere-se à movimentação de entrada e saída de colaboradores em uma organização durante um período específico. Esse processo é natural em qualquer empresa, afinal, pessoas se aposentam, mudam de cidade, buscam novas oportunidades ou simplesmente não se adaptam à cultura da empresa.

No entanto, quando a rotatividade se torna excessiva, configurando uma alta taxa de turnover, é hora de acender o sinal de alerta.

Segundo estudo realizado pela Robert Half, o Brasil lidera o ranking de rotatividade de colaboradores, chegando a 56% de turnover, superando países como Reino Unido (43%), França (51%) e Bélgica (45%).

O estudo também aponta que os principais motivos pela elevada taxa de turnover são a baixa qualidade do clima organizacional, falta de alinhamento e de expectativas, falta de reconhecimento e falta de um plano de carreira sólido. 

É importante destacar que o turnover pode ser voluntário, quando o colaborador decide deixar a empresa por iniciativa própria, ou involuntário, quando a saída é motivada por demissão, término de contrato ou outros fatores externos. Compreender as causas que levam ao turnover é fundamental para que o RH possa implementar ações mais eficazes para combatê-lo.

Quais os impactos do turnover para empresas?

Um alto índice de turnover pode causar um verdadeiro terremoto nos alicerces de uma empresa. As consequências vão muito além da mera substituição de um colaborador, impactando diversos aspectos do negócio, desde o financeiro até o estratégico. 

Confira os principais impactos da rotatividade de colaboradores:

Impacto Financeiro

Encontrar, atrair e selecionar novos talentos exige investimento em anúncios, plataformas de recrutamento, processos seletivos e integração de novos colaboradores, resultando em um custo para empresa.

Do mesmo modo, a saída de um colaborador, especialmente aquele com mais experiência, causa uma lacuna na equipe, impactando o ritmo de trabalho e a produtividade geral, pois leva-se tempo para que um novo colaborador atinja o mesmo nível de performance.

Outro impacto é no investimento em treinamentos para novos colaboradores, que gera custos adicionais que poderiam ser minimizados com a retenção de talentos.

Impacto no Clima Organizacional

A alta rotatividade pode gerar incertezas e desmotivação entre os colaboradores que permanecem na empresa. Afinal, se as pessoas estão constantemente saindo, qual a mensagem que isso transmite sobre o ambiente de trabalho?

Nesse sentido, a saída repentina também pode levar a sobrecarga de atividades aos colegas do colaborador, aumentando o estresse e a insatisfação.

Vale ressaltar também, que a rotatividade constante dificulta a criação de laços entre os membros da equipe, impactando a coesão e a construção de uma cultura organizacional forte e saudável, impactando negativamente no ambiente de trabalho. 

Impacto na Imagem da Empresa

Um alto índice de turnover pode sinalizar problemas internos para o mercado, dificultando a atração de novos talentos e impactando negativamente na imagem da empresa.

Todavia, a alta rotatividade também pode afastar os melhores candidatos, pois profissionais qualificados buscam empresas com boa reputação e baixos índices de turnover.

Impacto no Planejamento Estratégico

O alto índice de turnover também impacta no planejamento estratégico da empresa, seja a nível de RH quanto geral. Mas de que forma? 

A saída de um colaborador significa a perda de conhecimento, habilidades e experiência acumulados ao longo do tempo. O que pode impactar nos resultados de retenção de talentos do RH.

Além disso, a alta rotatividade dificulta a implementação de projetos estratégicos de longo prazo, pois a equipe está em constante mudança. Assim, a empresa pode sofrer atrasos, por exemplo, na entrega de novos produtos. 

Por fim, fica evidente que o turnover, quando elevado, pode prejudicar a estrutura de uma empresa, impactando negativamente seus resultados e seu potencial de crescimento. Por isso, é fundamental que as lideranças e o RH atuem de forma estratégica para reduzir a rotatividade e construir um ambiente de trabalho que atraia, motive e retenha os melhores talentos.

eBook gratuito como estruturar um programa de elogios

Como calcular a taxa de turnover?

O cálculo do turnover fornece insights importantes sobre a retenção de talentos e ajuda a direcionar ações estratégicas para reduzir a rotatividade. Mas como fazer esse cálculo de forma correta e obter resultados relevantes para o RH?

A fórmula utilizada para calcular o turnover é simples e direta:

Turnover = ((Admissões + Demissões) / 2) / Número total de colaboradores x 100

Exemplo:

Uma empresa de software tinha 120 funcionários no dia 31 de dezembro de 2023. Durante o mês de janeiro de 2024, a empresa:

Contratou 8 novos funcionários: Desenvolvedores, analistas e especialistas em marketing.

Teve 5 desligamentos: 3 demissões e 2 pedidos de demissão.

Aplicando a fórmula: Turnover = ((8 + 5) / 2) / 120 x 100

A taxa de turnover da empresa para o mês de janeiro de 2024 foi de 10,83%. Esse valor está dentro da faixa considerada aceitável (entre 5% e 10%) para a maioria dos setores. Contudo, a taxa ideal varia de acordo com o setor, o porte da empresa e outros fatores específicos.

Por exemplo, setores como varejo e telemarketing costumam apresentar taxas de turnover mais elevadas, ultrapassando 20%, enquanto setores como saúde e educação tendem a ter taxas mais baixas, em torno de 10%

Como reduzir o turnover nas empresas?

A redução da taxa de turnover exige uma abordagem estratégica do RH e um olhar atento às necessidades dos colaboradores, que precisam se sentir valorizados profissionalmente. Confira algumas medidas eficazes que podem contribuir para essa redução:

Confira algumas dicas para reduzir o turnover na sua empresa.

Concluindo

Em suma, o turnover, quando apresenta uma taxa muito elevada, representa um desafio significativo para as empresas, impactando desde os custos até a cultura organizacional. No entanto, com ferramentas e estratégias adequadas, é possível controlar a rotatividade e construir um ambiente de trabalho que atraia e retenha os melhores talentos.

Ao calcular o turnover, analisar suas causas e implementar medidas eficazes de gestão de pessoas, as empresas garantem um crescimento sustentável e a construção de uma equipe forte e engajada.

Com o QuarkRH você terá ferramentas estratégicas para auxiliar na redução da taxa de turnover.
Tenha acesso a pesquisa de clima organizacional, avaliações de desempenho, PDIs, programas de elogios, feedbacks estruturados e muitas outras ferramentas desenvolvidas para elevar a gestão de pessoas da sua empresa.

Visite nosso site e solicite uma demonstração gratuita ou fale com um especialista para esclarecer suas dúvidas!

Picture of Anderson Santos

Anderson Santos

Bacharel em Comunicação Social - Jornalismo pela UFRN e pós-graduação em Marketing Estratégico pela Universidade Potiguar. Atuo nas áreas de comunicação, endomarketing, marketing digital, produção de conteúdo, copywriting e redação focada em SEO.

Todos os post

Assine nossa newsletter

Receba conteúdos gratuitos para potencializar a sua gestão de pessoas.

Baixe o nosso app

* Campos Obrigatórios

* Campos Obrigatórios