Absenteísmo: O que é? Quais as consequências para a empresa?

O absenteísmo nada mais é do que um alto índice de faltas injustificadas que o colaborador acumula sobre determinado período.
O absenteísmo nada mais é do que um alto índice de faltas injustificadas que o colaborador acumula sobre determinado período.

Independente do ramo de atuação ou do tamanho da empresa, é comum lidar com o absenteísmo de alguns colaboradores. Esse fenômeno pode existir em escalas menores ou maiores, afetando a produtividade da organização como um todo. 

Um dos maiores desafios enfrentados pelas empresas é lidar com as faltas dos colaboradores, que quando se tornam frequentes, acabam prejudicando o trabalho, influenciando diretamente nos resultados e metas das organizações.

Um alto índice de absenteísmo pode refletir em problemas organizacionais, falhas na gestão e até mesmo problemas pessoais ou de saúde enfrentados pelos colaboradores. Conhecer bem o assunto é fundamental para que a empresa possa tomar medidas eficazes e contornar a situação.

Neste artigo, você vai entender mais sobre o absenteísmo e suas consequências e aprender algumas práticas que podem contribuir para redução das faltas e melhorar os resultados, além de criar uma cultura organizacional propícia para retenção de talentos.

O que é absenteísmo e quais seus impactos?

Como saber se minha empresa está passando por problema de absenteísmo? Para responder essa pergunta é preciso entender o que significa essa palavra tão complexa.

O absenteísmo nada mais é do que um alto índice de faltas injustificadas que o colaborador acumula sobre determinado período. Esse índice tem uma relação direta com o total de faltas e a quantidade de horas ou dias trabalhados.

Contudo, não existe um número certo de quanto deve ser o índice, mas de que forma negativa ele influencia nas atividades cotidianas e nos resultados da empresa.

Além de trazer prejuízos para a empresa, o absenteísmo também pode influenciar negativamente no clima organizacional e gerar descontentamento dentro das equipes e setores, pois quando um colaborador falta, às demandas do dia precisam prosseguir na mão de outro colaborador, que acaba acumulando tarefas.

Por fim, o colaborador pode ser penalizado pelo excesso de faltas, tendo descontos específicos no seu salário, além de sofrer demissão, caso isso torne-se um problema recorrente.

O que é absenteísmo para o RH?

Para o RH, o absenteísmo tem o mesmo significado: a ausência dos colaboradores. No entanto, a situação se torna ainda mais preocupante para o RH, pois altos índices de absenteísmo podem indicar falhas na gestão de pessoas.

O absenteísmo pode ocorrer por diversas razões, incluindo problemas de saúde, questões pessoais, desmotivação ou até mesmo insatisfação com o ambiente de trabalho. 

Identificar as causas raízes do absenteísmo é fundamental para que o setor de RH possa implementar estratégias eficazes de mitigação, como programas de bem-estar, políticas de flexibilidade no trabalho e melhorias no ambiente organizacional.

Principais tipos de absenteísmo

Entender as nuances dos tipos de absenteísmo pode ajudar as empresas a identificar melhor as causas e tomar medidas eficazes para lidar com esse problema. 

Vamos explorar os principais tipos?

Absenteísmo justificado: Ocorre quando os funcionários se ausentam do trabalho por razões válidas e aceitáveis, como licenças médicas, licença maternidade/paternidade, ou faltas autorizadas de acordo com as políticas da empresa.

Absenteísmo não justificado: Acontece quando os funcionários faltam ao trabalho sem uma razão válida ou sem autorização prévia. Isso pode incluir atrasos frequentes, saídas antecipadas não autorizadas ou faltas sem explicação.

Absenteísmo crônico: Caracterizado pela frequência excessiva de ausências ao longo do tempo, mesmo que algumas sejam justificadas. Esse padrão constante pode indicar problemas mais profundos, como problemas de saúde mental ou insatisfação com o trabalho.

Absenteísmo rotativo: Diferentes funcionários se ausentam do trabalho em uma base rotativa, muitas vezes devido a condições de trabalho adversas, falta de motivação ou cultura organizacional tóxica.

Principais causas do absenteísmo no trabalho

As causas do absenteísmo são variadas e nem sempre se relacionam diretamente com a falta de responsabilidade do colaborador. É importante identificar as causas reais do problema. 

Algumas causas comuns incluem:

Conflitos: Ambientes hostis, práticas abusivas, falta de empatia ou favoritismo podem levar ao absenteísmo.

Problemas de saúde: Colaboradores podem se ausentar devido a doenças ou problemas de saúde. É importante verificar se um alto número de afastamentos está relacionado a condições causadas pelo próprio trabalho.

Sobrecarga: Funcionários sobrecarregados podem se ausentar devido ao estresse ou à necessidade de cuidados médicos.

Desmotivação: A falta de motivação pode levar à ausência frequente dos colaboradores.

Problemas com a liderança: Líderes mal treinados ou abusivos podem desmotivar os funcionários, resultando em altos índices de absenteísmo.

Baixa qualidade de vida no trabalho: Ambientes de trabalho desconfortáveis, sem proteção ou sob constante pressão, podem levar ao absenteísmo.

Problemas pessoais: Questões pessoais podem interferir na presença do colaborador no trabalho.

Como calcular o índice de absenteísmo?

Para calcular o absenteísmo, qualquer ausência não programada do colaborador deve ser incluída, mesmo as justificadas. O cálculo pode ser individual ou total, e a fórmula básica é:

Absenteísmo = (Número de dias ou horas de ausência / Período de operação da empresa) x 100

Onde: 

Número de dias ou horas de ausência: Quantidade de dias ou horas em que os colaboradores faltaram ou se ausentaram.

Período de operação da empresa: Dias ou horas de funcionamento da empresa, descontando férias e feriados.

Como reduzir o absenteísmo na sua empresa de forma eficaz?

O absenteísmo nada mais é do que um alto índice de faltas injustificadas que o colaborador acumula sobre determinado período.

Entenda os motivos das faltas

Os colaboradores podem enfrentar problemas familiares, de saúde, imprevistos, por isso é importante entender quais motivos reais estão os levando a faltar no trabalho.

Vários motivos podem ser elencados, inclusive problemas com colegas de trabalho, com gestor ou até mesmo falta de incentivo e reconhecimento. 

De todo modo, o gestor de RH precisa estudar cada caso, levantar números, examinar dados e conversar com os colaboradores impactados. Às vezes, a solução pode ser simples.

Um canal de comunicação aberto com escuta ativa é eficiente e essencial no combate ao absenteísmo e contribui com a redução de ruídos de comunicação entres os colaboradores.

O gestor de RH também deve sempre está disposto a conversar para tentar entender as situações que estão ocasionando as ausências.

Monitore o clima organizacional

Não tem nada pior do que se trabalhar em um ambiente de trabalho pesado e cheio de desavenças, não é verdade? Muitas vezes esse tipo de situação acaba sendo um dos motivos dos altos índices de absenteísmo, desestimulando os colaboradores e prejudicando o desenvolvimento das atividades da empresa.

Por isso, o gestor de RH precisa monitorar o clima organizacional, se os colaboradores estão satisfeitos, passando por alguma desavenças com colegas ou superiores, se as condições de trabalho estão de acordo com o perfil do colaborador, entre outros fatores que precisam ser monitorados.

Fazer uma pesquisa de clima organizacional de tempos em tempos serve para medir a satisfação dos colaboradores, implementar melhorias, solucionar problemas futuros e melhorar a cultura organizacional.

Estabeleça políticas de saúde e bem-estar

Uma forma de diminuir o absenteísmo é promover ações voltadas para a saúde e o bem-estar dos funcionários, visando reduzir as faltas relacionadas a problemas de saúde.

Também é importante estabelecer uma política de incentivo à prática de atividades físicas, oferecendo palestras e workshops sobre alimentação saudável, adotando medidas de prevenção, como vacinação e campanhas de conscientização sobre doenças.

Além disso, implementar programas de qualidade de vida como ginástica laboral e massagem ajuda a melhorar o bem-estar geral dos colaboradores, combatendo o absenteísmo.

Reconheça os colaboradores

Quem não gosta de ser reconhecido e valorizado? Funcionários que se sentem valorizados e têm oportunidades de crescimento profissional tendem a ter um maior comprometimento com a empresa e, consequentemente, menor índice de absenteísmo.

É essencial desenvolver programas de treinamento, capacitações e desenvolvimento profissional para que os colaboradores aprimorem suas habilidades e estejam mais preparados para enfrentar os desafios do trabalho.

Ademais, promova um plano de carreira claro e justo, incentivando a busca por novos desafios e responsabilidades. Isto, não só reduz absenteísmo no trabalho, como mantém os talentos na empresa.

Tenha um sistema eficaz de gestão de faltas

O controle de faltas é um grande desafio para o setor de RH, mas hoje existem tecnologias que auxiliam neste controle de forma eficaz e simples. Uma dessas ferramentas é um sistema de gestão de pessoas com módulo de registo de frequência como o do QuarkRH

Com essa ferramenta é muito fácil fazer a gestão de faltas, pois o sistema registra automaticamente as faltas dos funcionários, seja por ausências não justificadas, licenças médicas ou férias, reduzindo o absenteísmo no trabalho. Ele fornece um histórico completo das faltas de cada colaborador, permitindo uma análise detalhada e identificação de padrões.

Concluindo

O impacto negativo do absenteísmo não se restringe apenas à diminuição da produtividade; ele afeta a moral da equipe, aumenta a carga de trabalho dos demais funcionários e pode comprometer a qualidade do atendimento aos pacientes.

A abordagem proativa da equipe de RH para lidar com o absenteísmo deve começar com a identificação das causas principais. É essencial implementar estratégias que promovam um ambiente de trabalho saudável e motivador. 

Investir em programas de bem-estar, oferecer flexibilidade no trabalho, melhorar a comunicação interna e reconhecer os esforços dos funcionários são apenas algumas das medidas que podem reduzir significativamente o absenteísmo.

Reduza o absenteísmo com o QuarkRH

Com o sistema de gestão de pessoas QuarkRH você tem disponível ferramentas essenciais para transformar o RH da sua empresa e reduzir o absenteísmo no trabalho.

Com o módulo Frequência, o gestor de RH pode fazer o acompanhamento completo dos colaboradores utilizando diversos recursos.

Além da gestão completa de frequência, com o QuarkRH você pode realizar feedbacks direcionados, fazer acompanhamento da evolução do colaborador e até realizar pesquisa de clima organizacional, tudo isso, por meio de uma ferramenta intuitiva e completa.

Visite nosso site e solicite uma demonstração ou fale com um especialista para esclarecer suas dúvidas!

Picture of Anderson Santos

Anderson Santos

Bacharel em Comunicação Social - Jornalismo pela UFRN e pós-graduação em Marketing Estratégico pela Universidade Potiguar. Atuo nas áreas de comunicação, endomarketing, marketing digital, produção de conteúdo, copywriting e redação focada em SEO.

Todos os post

Assine nossa newsletter

Receba conteúdos gratuitos para potencializar a sua gestão de pessoas.

Baixe o nosso app

* Campos Obrigatórios

* Campos Obrigatórios