Fit cultural: Qual a importância para retenção de talentos?

Neste artigo, você vai descobrir mais sobre esse conceito, como utilizar o Fit Cultural no seu RH e como ele pode ser importante para reter os melhores talentos e fortalecer a cultura organizacional.
Neste artigo, você vai descobrir mais sobre esse conceito, como utilizar o Fit Cultural no seu RH e como ele pode ser importante para reter os melhores talentos e fortalecer a cultura organizacional.

Como profissional de RH, você já deve saber que o sucesso de uma empresa vai além de contratar pessoas com as habilidades técnicas certas. É preciso construir equipes coesas, em que os indivíduos se sintam valorizados e conectados com a cultura da organização. E é aí que entra o Fit Cultural, um conceito cada vez mais essencial para a gestão de pessoas.

A transformação digital chegou com tudo no RH e uma das mudanças mais importantes é o foco no Fit Cultural. Já não basta ter um currículo recheado de cursos e experiências: as empresas buscam candidatos que se identifiquem com seus valores e que contribuam para um ambiente de trabalho positivo e produtivo.

Mas afinal, o que é Fit Cultural?

Neste artigo, você vai descobrir mais sobre esse conceito, como utilizar o Fit Cultural no seu RH e como ele pode ser importante para reter os melhores talentos e fortalecer a cultura organizacional.

O conceito de Fit Cultural

O termo “Fit Cultural” é uma expressão cada vez mais utilizada em ambientes profissionais e empresariais para descrever a harmonia entre um indivíduo e a cultura de uma organização. 

Refere-se à compatibilidade entre os valores, crenças e comportamentos de um profissional com a cultura organizacional. É sobre encontrar pessoas que se encaixam naturalmente na dinâmica da empresa, que “vestem a camisa” e contribuem para um ambiente de trabalho positivo e produtivo.

Edgar H. Schein, um dos principais estudiosos de cultura organizacional, enfatiza a importância do Fit Cultural em seu livro “Cultura Organizacional e Liderança (2022)“. Ele destaca que:

“Quando há um bom ajuste entre a cultura de uma organização e as pessoas que nela trabalham, a energia previamente desperdiçada em conflitos internos é liberada para ser canalizada para a realização da missão e dos objetivos da organização.”

Assim, fica evidente que o alinhamento entre a cultura organizacional e os indivíduos pode resultar em um ambiente de trabalho mais coeso e eficaz, onde as energias são direcionadas para o cumprimento dos objetivos organizacionais.

Por que o Fit Cultural é importante para o RH?

Como guardiões da cultura organizacional e responsáveis por construir equipes de alto desempenho, os profissionais de RH precisam entender a importância do Fit Cultural e seus impactos nas organizações.

Ele vai muito além de um conceito da moda, representando um pilar estratégico para o sucesso da gestão de pessoas e, consequentemente, da empresa como um todo. 

Agora, vamos explorar alguns de seus benefícios:

1 – Retenção de talentos e redução de custos

Colaboradores que se identificam com a cultura e valores da empresa tendem a permanecer por mais tempo, reduzindo as taxas de rotatividade. Isso significa economia com processos seletivos, integração de novos funcionários e treinamento.

Existe ainda o aumento do engajamento e da produtividade, pois os profissionais que se sentem parte da “família” são mais engajados com o trabalho e os objetivos da empresa. Isso leva a um aumento significativo na produtividade, na qualidade do trabalho e na inovação.

2 – Melhoria do clima organizacional e Employer Branding

O Fit Cultural promove a formação de equipes mais coesas, colaborativas e respeitosas. Com menos conflitos e maior sinergia, o ambiente de trabalho se torna mais agradável e produtivo para todos.

Além disso, empresas com uma cultura forte e positiva atraem e retém talentos com mais facilidade. Isso fortalece a marca empregadora, facilitando a atração dos melhores profissionais do mercado.

3 – Impacto na performance e nos resultados

Com equipes alinhadas culturalmente, a comunicação flui melhor e a tomada de decisão se torna mais rápida e assertiva. Isso significa também que colaboradores engajados e satisfeitos tendem a oferecer um atendimento ao cliente de maior qualidade, impactando positivamente a imagem da empresa.

Inclusive, equipes que trabalham em sinergia e compartilham dos mesmos valores são mais propensas a atingir metas e superar desafios, impulsionando o crescimento da empresa.

Como utilizar o Fit Cultural em processos seletivos

O processo seletivo é o momento ideal para identificar se um candidato possui o Fit Cultural necessário para prosperar na empresa e se adequar a sua cultura. Assim, não basta apenas avaliar habilidades técnicas e experiências; é preciso mergulhar mais fundo e entender se os valores, comportamentos e aspirações do candidato estão alinhados com a cultura organizacional.

A seguir confira alguns passos para utilizar o Fit Cultural nos seus processos seletivos:

Defina o perfil cultural ideal

Então, antes de iniciar qualquer processo seletivo, é fundamental que você, como RH, tenha clareza sobre o perfil cultural da empresa. Identifique os valores, missão e visão da organização. 

Faça perguntas como: Quais são os comportamentos esperados dos colaboradores? Qual é o estilo de liderança predominante? Por fim, crie um documento que explicite a cultura e o perfil de profissional desejado, servindo como guia para os recrutadores.

Vá além do currículo

Já sabemos que as habilidades técnicas são muito importantes, mas não contam toda a história e experiência dos candidatos. Utilize entrevistas comportamentais para explorar as experiências anteriores do candidato, suas atitudes em diferentes situações e seus valores pessoais. 

Em alguns casos, dinâmicas de grupo podem ser úteis para observar como o candidato interage com outras pessoas e se adapta a diferentes cenários. Testes de personalidade também podem oferecer insights valiosos sobre o perfil comportamental do candidato.

Faça as perguntas certas

Talvez esse tópico pareça um pouco clichê, mas é algo extremamente importante para o Fit Cultural: fazer as perguntas certas. 

Durante a entrevista, explore as motivações do candidato, seus objetivos de carreira e o que ele busca em um ambiente de trabalho. Faça perguntas como “Descreva a cultura ideal para você” ou “Como você lidaria com uma situação de conflito com um colega?”.

Essas questões podem revelar muito sobre o alinhamento cultural do candidato e como ele lida com as situações.  E, não menos importante, esteja atento à linguagem corporal, ao entusiasmo e à forma como o candidato se expressa.

Convide membros do time para participar

Uma forma de deixar o Fit Cultural mais dinâmico é convidar um ou mais membros do time que já tem os valores da organização impressos em seu dia a dia para bater um papo informal com o candidato. 

Além de descentralizar o processo, garantindo a democratização da contratação, o feedback do time enriquece a seleção, contribuindo com outras visões complementares ao do RH. Assim, o futuro colaborador pode conhecer de perto as minúcias da cultura da empresa por meio de quem já vive essa realidade.

Apresente a cultura da empresa

Um tópico muito importante, que muitos RHs esquecem ou não dão a devida atenção: a apresentação da cultura da empresa.

Nesse momento, é preciso ser transparente sobre a cultura da organização, as expectativas, os desafios e as oportunidades. É uma oportunidade para compartilhar histórias sobre a empresa, mostrar fotos do ambiente de trabalho e apresentar a equipe. 

Inclusive, dê ao candidato a oportunidade de fazer perguntas e esclarecer dúvidas, pois o Fit Cultural é uma via de mão dupla, e o candidato também precisa se sentir confortável e entusiasmado com a cultura da empresa.

Gestão de Pessoas 5.0

Concluindo

Por fim, o Fit Cultural se tornou um diferencial estratégico para as empresas que desejam construir equipes de alta performance, reter talentos e alcançar resultados extraordinários. Não se trata apenas de uma trend do momento, mas sim de uma mudança de mindset na gestão de pessoas, priorizando a conexão humana e o alinhamento de valores.

Quer dizer que investir no Fit Cultural é investir no futuro da sua empresa. É criar um ambiente onde as pessoas se sintam valorizadas, motivadas e inspiradas a dar o seu melhor. É construir uma cultura que atrai e retém os melhores talentos, impulsionando a inovação e o crescimento sustentável.

Para construir um ambiente de trabalho mais feliz é importante criar uma cultura de feedbacks, avaliações de desempenho, PDIs, programa de elogios e muitos outros processos que revolucionem a gestão de pessoas na sua empresa. 

Para te ajudar com isso, conheça o Quark RH, um sistema de gestão de pessoas totalmente integrado e pronto para transformar a gestão de pessoas, elevando o nível dos seus processos internos, evitando erros e levando o seu RH+DP a uma nova era.

Visite nosso site e solicite uma demonstração ou fale com um especialista para esclarecer suas dúvidas!

Picture of Anderson Santos

Anderson Santos

Bacharel em Comunicação Social - Jornalismo pela UFRN e pós-graduação em Marketing Estratégico pela Universidade Potiguar. Atuo nas áreas de comunicação, endomarketing, marketing digital, produção de conteúdo, copywriting e redação focada em SEO.

Todos os post

Assine nossa newsletter

Receba conteúdos gratuitos para potencializar a sua gestão de pessoas.

Baixe o nosso app

* Campos Obrigatórios

* Campos Obrigatórios